Fale Conosco

Após a confirmação da morte do poeta, músico, cantor e compositor paraibano Pinto do Acordeon, na madrugada desta terça-feira (21), vítima de câncer, diversas autoridades do Executivo e Legislativo demostraram pesar pelo falecimento do artista. Confira:

Luciano Cartaxo

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, externou, por meio das redes sociais, pesar pela morte do artista paraibano. Segundo ele, “a Paraíba perde um de seus maiores nomes, uma referência em cultura nordestina e na nossa música. Ele era um artista nato, dono de um talento como poucos.

Ruy Carneiro

O deputado federal e pré-candidato à PMJP, Ruy Carneiro, também mostrou solidariedade com a perda do músico. “Nesta fatídica terça-feira (21), a Paraíba sente a perda do grande músico Pinto do Acordeon, ele tinha 70 anos de idade e se tratava de um câncer. Não há nada capaz de reparar uma grande perda, me solidarizo com quem fica, que Deus conforte o coração dos familiares, amigos e admiradores!”.

Adriano Galdino

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, mostrou pesar em nome de todos os deputados e servidores da Casa. Ele lembrou que em 2019 a ALPB aprovou o projeto de lei 11.399 que reconhecia a importância do músico e solicitava que suas obras fossem consideradas Patrimônio Cultural do Estado. A iniciativa foi sancionada pelo governador João Azevedo em 12 de julho do ano passado.

“Além de uma carreira consolidada como músico, Pinto do Acordeon também realizou um grande trabalho como vereador. É uma grande perda grande para a Paraíba, para o Nordeste e para o Brasil, sem sombra de dúvidas”, lamentou Adriano Galdino.