Fale Conosco

Essa entrega de cargos ocupados pelo PT na administração de João Pessoa é uma atitude muito duvidosa, muito embora tenha uma justificativa plausível.

A nota encaminhada pela assessoria do PT de João Pessoa agradece a parceria, mas diz que com a derrota da tese que defendia a candidata do PSB, essa aliança perde a força:

“6) Desta forma, esta Executiva entende que os espaços ocupados pelo PT no Governo Municipal são resultados positivos desta parceria;

7) Sendo assim, considerando o resultado da eleição do último domingo, esta Executiva, num gesto de profundo respeito às regras fundamentais do jogo democrático, vem publicamente colocar à disposição do senhor prefeito os espaços atualmente ocupados pelo nosso partido, para que ele recomponha da melhor forma que entender a sua equipe, mantendo as políticas públicas que vem dando certo na gestão da nossa querida João Pessoa. A cidade não pode retroceder!” 

No mínimo esquisito. Se o PSB não pediu os cargos e sabendo que os petistas que defendem Estelizabel Bezerra não vão mudar de opinião por causa da derrota no último domingo, qual será o motivo dessa antecipação do presidente municipal da legenda, Antônio Barbosa?

O presidente deve querer entregar os cargos para mostrar a perda que o partido teve ao apoiar uma candidatura própria, uma vez que ele é primeiro escudeiro de Ricardo Coutinho.

De uma só vez, o PT perde a secretaria de Turismo, com Francisco Linhares e a secretaria de Desenvolvimento Urbano de Lúcius Fabiani, caso o PSB decida afastar os petistas.

O prefeito Luciano Agra já acalmou os colaboradores e disse que não vai demitir nenhum. Contudo, ninguém acredita piamente na fala de Agra afinal, vira e mexe, ele muda de opinião.

Vamos esperar para ver o que acontece.