Fale Conosco

Sempre que se fala na grande João Pessoa a primeira cidade que vem a nossa mente é Bayeux, a cidade francesa, como é conhecida. E lá o nome do prefeito Expedito Pereira cheira a naftalina, seja pelo estilo antigo de fazer política, seja pelas vezes que já administrou o município.

Dessa conclusão óbvia, logo se pergunta: quem seria a renovação, o novo? E o que me vem mais rápido a mente é o nome do jovem Leo Micena, recém filiado ao PMDB, expoente das redes sociais, contemporâneo como Bayeux precisa ser.

Uma cidade fincada à beira do Rio Sanhauá, que recebe as águas do Rio Paraíba e vai com elas até a entrada do mar, lá na confluência de Santa Rita, Lucena e Cabedelo, Bayeux já não é mais um dormitório da Capital.

A cidade se desenvolveu em direção aos seu limites, ganhou novos bairros, novas demandas e apela por um novo jeito de cuidar das pessoas.

Conectado via net, via corpo a corpo, Leo Micena me parece a solução mais adequada para renovar as forças políticas que um dia foram lideradas por Lourival Caetano, Domiciano e Expedito Pereira.

Vejo em Leo, do PMDB, o catalizador de todas as demandas, o jovem de cabeça aberta para traçar novos caminhos entre a Liberdade e o Aeroporto.

Leo, não tenho dúvidas, é Bayeux olhando para o futuro, o passo a frente de quem quer sair do passado.