Fale Conosco

O Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) identificou a cepa sul-africana do coronavírus no estado. Segundo o secretário executivo de saúde, Daniel Beltrammi, trata-se da mutação E484K, identificada originalmente na África do Sul e que tem uma maior capacidade de infecção.

A nova cepa foi encontrada através de teste de PCR. O sequenciamento do genoma do vírus foi realizado pelo Lacen-PB em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A análise permite saber quais as interações do vírus na população, se há um aumento na letalidade, no contágio, ou mesmo alguma alteração na resposta imunológica, caso o micro-organismo passe por alguma adaptação.

A mutação foi detectada na amostra de uma mulher de 37 anos, que foi confirmada como sendo o primeiro caso de reinfecção pelo vírus no país. Ela é médica, mora em Natal e trabalha na Paraíba.