Fale Conosco

Considerado um remédio “milagroso” pelo presidente Jair Bolsonaro, a cloroquina, mais precisamente 400 mil comprimidos do medicamento, estão encalhados no Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército. As informações foram levantadas pela CNN, com base em dados da Lei de Acesso à Informação.

Uma parte do estoque da cloroquina inclui lotes produzidos em 2015. O remédio antes era fabricado para o tratamento da malária.

Contudo, em 2020, o presidente Jair Bolsonaro determinou a fabricação de mais medicamento. Resultado: 1,2 milhão de comprimidos. A droga ainda não comprovou sua eficácia no combate à COVID-19.