Fale Conosco

Após uma sequência espetacular de denúncias da imprensa e pressões no Congresso, o que é duvida vai ser investigado. Por que Palloci multiplicou por 20 o seu patrimônio em apenas quatro anos?

As denúncias de enriquecimento ilícito do ministro Antônio Palocci (Casa Civil) serão finalmente investigadas pelo Ministério Público Federal.

Ele é acusado de multiplicar seu patrimônio por 20 entre 2006 e 2010, e, nesta semana, o PSDB ainda revelou que pagamentos de R$ 9,2 milhões da Receita Federal à incorporadora WTorre, durante as eleições de 2010, estariam relacionados a doações para a campanha presidencial de Dilma Rousseff. Palocci comprou um apartamento de R$ 6,6 milhões e um escritório de R$ 882 mil.

No ano passado, a empresa do ministro, a Projeto, teve um faturamento bruto de R$ 20 milhões, mais da metade obtido após a eleição de Dilma, quando Palocci coordenava a transição do governo. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. 

Já pensaram se aqui na Paraíba as denúncias que fazemos virassem objeto de investigação dos MPs e Receita? Muita gente a estas horas estaria vendo o sol nascer quadrado.

Se bem que já tem inquérito instaurado e testemunhas sendo arroladas. Cadê o gari? Pra onde foi o dinheiro da Fazenda Cuiá? Quem mais do Coletivo RC tem caminhão locado a EMLUR? Quem superfaturou aquela licitação de informática da Educação municipal? E a merenda?

Pra encerrar, perguntar não ofende: de quem é a empresa que presta serviços ao Hospital de Trauma na área de serviços gerais?