Eleições 2018

Justiça deve manter com restrições carreatas de candidatos em João Pessoa

Uma nova reunião amanhã, às 14h, entre o juiz Marcos Coelho de Salles, da Septuagésima Sexta Zona Eleitoral de João Pessoa e responsável pela propaganda de rua na Capital com representantes de partidos políticos, coligações e candidatos deverá decidir o formato da realização de carreatas para o pleito vindouro. A tendência é no sentido de que tais eventos sejam mantidos, ao contrário do que se verificou em pleitos passados, mas com restrições.

O magistrado já deixou claro que as exigências para a realização de carreatas envolvem o cumprimento das regras eleitorais, ambientais e de trânsito e a preservação de faixas exclusivas destinadas à circulação dos transportes coletivos. Ele tem enfatizado que espera atitudes de bom senso por parte dos que estão envolvidos na maratona pela conquista de votos, evitando que seja prejudicado o direito de ir e vir dos cidadãos com a obstrução do trânsito nas principais vias da cidade. A Justiça Eleitoral em João Pessoa já decidiu que serão aplicadas restrições à propaganda em carros de som, cuja ocorrência se limitará a eventos programados e comunicados previamente às autoridades.

Uma outra reunião está agendada para terça-feira, às 9h, na sede do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, desta feita com o objetivo de definir o tempo e a ordem dos candidatos nos programas que serão exibidos a partir do dia 31 em cadeia de rádio e televisão para todo o Estado. Do encontro participarão o vice-presidente e corregedor da Corte Eleitoral, desembargador Carlos Beltrão Filho, e os representantes dos partidos e das coligações na disputa eleitoral, bem como emissários das estações de rádio e TV. Hoje foi dia de mobilização de candidatos ao governo, Senado, deputado federal e deputado estadual em localidades distintas da Paraíba. Pelo menos uma candidata a governadora, Rama Dantas, do PSTU, destinou o final de semana a reuniões com os coordenadores da campanha para definir a programação da semana.

Faltam 12 dias para o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, tida como a mais abrangente e, consequentemente, a que mais repercute. Os candidatos a cargos majoritários e proporcionais, envolvidos no corpo a corpo com os eleitores, reservam tempo nas agendas para gravar falas estratégicas sobre assuntos variados e apresentarem propostas que vão desfraldar. Faltando apenas 49 dias para as eleições, há uma intensa correria nos comitês para que os roteiros de visitas contemplem todas as 223 cidades. As caravanas partem cedo e mantêm-se ativas para assegurar o engajamento dos eleitores no pleito. Com informações: Os Guedes.

Tags: Tags: