Fale Conosco

O juiz eleitoral Odilson de Moraes anulou a convenção do PDT em Coremas devido ao evento ter sido presidido por Edilson Pereira de Oliveira, que estava com os direitos políticos suspensos em decorrência de uma condenação por improbidade administrativa. Com a decisão, que ratifica entendimento do Ministério Público, todos os registros de candidaturas da legenda na cidade foram indeferidos.

A impugnação foi pedida por um integrante do próprio partido, Reginaldo Cavalcante, que alega fraude na convenção, pois teria sido excluído do pleito para disputar uma vaga de vereador. O PDT, por sua vez, se defendeu afirmando que já tem outro presidente, Everaldo Gonçalves de Lima, e que ele ratificou a convenção.

O PDT havia apresentado os seguintes candidatos ao cargo de vereador: José Buriti Neto, Ana Maria Quirino da Silva, José Kleydison da Silva, José Laedson Andrade Silva, Ednaldo Pereira de Oliveira, Janaína Lino Malheiro, José Erivan da Silva, José Francisco Soares Tomas, Cideniro Mendes Urtiga, Joana Darck Vieira Freire Clementino, Levy Vicente Leite Júnior, Cleomar Pereira de Araújo Marrocos, Marcus Vinícius Ramalho Nogueira,Ricardo Ferreira Dantas, Ronaldo Lima Batista e Maria Paulino de Limas.

Já para o cargo de prefeita, a candidata do partido é Francisca das Chagas Andrade de Oliveira, conhecida como Chaguinha de Edilson, que disputa é a atual prefeita da cidade e disputa a reeleição.