Fale Conosco

O deputado federal recém empossado Romero Rodrigues, do PSDB, surpreendeu e evitou, na manhã desta quarta-feira (02), comentar, em entrevista a rádio CBN-João Pessoa, a posse do 3º colocado, Wilson Santiago, no Senado Federal.

Romero foi indagado pelo apresentador Nonato Guedes sobre qual o sentimento de ver um outro político ocupando a vaga que deveria ser do seu primo, o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

A resposta de Romero Rodrigues soou como um sinal de que até o bloco tucano que apoiou a candidatura do ex-governador não mais acredita na possibilidade de Cássio assumir o mandato no Congresso.

“Desde já quero deixar claro que não tenho nada contra Wilson Santiago, sou amigo dele, mas defendo que o empossado deva ser aquele que ganhou democraticamente, voto a voto”, falou.

Apesar da defesa da democracia, ao final da indagação Romero voltou a ratificar que nada tinha contra o agora senador Wilson Santiago.

Ao que consta, Romero quer evitar possíveis desconfortos junto ao senador Wilson Santiago, caso o Supremo negue novamente os apelos jurídicos dos advogados de Cássio.

Cá pra nós, Romero parece mesmo que dá sinais de que não mais acredita na possibilidade de Cássio assumir o mandato e, prevendo o vácuo de liderança No Grupo Cunha Lima,  parece querer andar com as próprias pernas. Primo é uma coisa, correligionário é outra.