Fale Conosco

O ex-ministro Joaquim Barbosa não sai do imaginário popular e vez por outra é especulado como candidato a isso e aquilo, mas nunca realmente sinaliza nesse sentido, deixando sempre a possibilidade no ar.

Em coluna na versão online da revista Veja, Lauro Jardim relata a mais recente declaração do ex-ministro sobre sua vida pública.

Como sempre, ele não diz que sim, nem que não, mas sempre insinua.

O Tempo passa, o tempo voa e o prestígio de Joaquim Barbosa continua inalterado.

Barbosa terminou agora há pouco uma palestra na da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em São Paulo, onde falou sobre a ética nos negócios.

Foi uma chuva de palmas quando seu nome foi anunciado. E tome de aplausos ao final da última pergunta da plateia a que respondeu.

O tema é recorrente: a possibilidade de virar candidato em 2018. Mas Barbosa, desta vez, ao menos admitiu a possibilidade, algo que não é do seu estilo.

– O senhor vai nos dar o privilégio de ser o presidente da República em 2018?

Respondeu Barbosa:

– Tornar-se um presidente seria a honra suprema, mas acho que antes preciso ter essa vontade. Até agora não tive. Isso não quer dizer que daqui a alguns anos eu não possa vir a ter.

Por Lauro Jardim