Fale Conosco

O governador João Azevêdo disse nesta segunda-feira (20) que está “tranquilo” e que a declaração da ex-secretária Livânia Farias – que afirmou, em delação, que o gestor estadual, na época candidato ao governo, teria conversado com uma empresa investigada pela operação Lava Jato – em nada lhe afeta.

“Primeiro que não tem essa coisa de que eu falei com empresas que foram citadas na Lava Jato. O que existe lá, dito por uma delatora, é que uma empresa teria me procurado e eu teria dito que procurasse o setor financeiro. Obviamente, em época de eleição, a gente recebe doação de inúmeras empresas e não teria como eu saber que era uma investigada”, disse o governador.

Para ele, o foco neste momento é fazer a Paraíba continuar se desenvolvendo. “Quem tem que investigar e punir é o Ministério Público e a Justiça. Estou absolutamente tranquilo”.

A declaração foi dada durante solenidade de nomeação dos mil professores aprovados no concurso do magistério do Estado, realizada na manhã desta segunda-feira. Ouça:

Da redação