Fale Conosco

O governador João Azevêdo (PSB) parece querer distância desse imbróglio envolvendo o PSB na Paraíba e garantiu que não vai à reunião convocada pelo presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, para falar sobre a crise no partido após a dissolução do diretório.

Tudo indica que João está preparando uma saída à francesa. O socialista quer distância de certa ala do partido, não somente pelo problema na dissolução do diretório, mas também pelos recentes escândalos de corrupção envolvendo a sigla.

O governador, no entanto, decidiu enviar dois representantes à reunião nacional com uma carta na manga. De acordo com pessoas próximas ao gestor estadual, Ronaldo Barbosa (presidente do PSB em João Pessoa) e Flávio Moreira (secretário-geral da sigla no Estado) levarão uma carta, assinada por João, endereçada a Carlos Siqueira. Essa reunião promete.

Da redação