Fale Conosco

O cheiro de golpe ainda impregnava o Palácio do Planalto quando o então governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, foi recebido pelo golpista Michel Temer, apresentou seus pleitos, posou pra foto e saiu satisfeito com os resultados da conversa classificada como “boa”, conforme registrado nos portais na época.

Se, bem mais a esquerda do que João, foi considerado normal do ponto de vista institucional e político Ricardo dialogar com o presidente Temer, também se faz necessário que João agende e seja recebido por Bolsonaro para desobstruir os canais e captar obras e recursos.

Ou será que dialogar com um presidente golpista pode e dialogar com um presidente eleito não pode?

Dércio Alcântara