Fale Conosco

João Batista de Andrade, até então ministro interino da Cultura, entregou carta de demissão nesta sexta-feira (16) ao presidente Michel Temer (veja a carta abaixo). A informação foi confirmada pelo Planalto.

Temer já havia avisado os aliados que trocaria o interino. Andrade se antecipou à demissão e pediu para sair. O PMDB disputa a vaga aberta na Esplanada. Entre os nomes peemedebistas está o do deputado federal André Amaral. 

Segundo publicação do Estadão, Amaral conta com o apoio das bancadas do Rio de Janeiro e de Minas Gerais para ocupar a pasta.

A vaga da Cultura está aberta desde que Roberto Freire (PPS) pediu demissão. Então ministro, ele pediu para sair após a delação da JBS envolver o presidente Temer.

O nome do parlamentar paraibano se fortaleceu também no Palácio do Planalto, após protocolar notícia-crime contra os irmãos Batista por terem supostamente fraudado o sistema financeiro do Brasil.

Em meio à crise política, o presidente terá de arbitrar a briga entre os peemedebistas. Temer vinha dizendo que só iria resolver o impasse sobre o novo comandante da Cultura após voltar de viagem oficial que fará à Rússia entre o dia 19 e 23 de junho. 

 

Fonte: Wscom