Notícias

Infeliz e lamentavelmente preconceituosa, a nota da prefeitura de Campina Grande rebatendo Elba

O tom jocoso da nota da gestão Romero Rodrigues quando chamou Elba Ramalho de velha, foi de uma infelicidade imensurável.

Elba Ramalho é a embaixatriz do forró e se o São João de Campina tornou-se o maior do mundo, devemos a ela a projeção, pois foi e é a paraibana mais conhecida no Brasil e no mundo e por onde passa propaga as nossas belezas e riquezas culturais.

Na impossibilidade de desqualificar às críticas de Elba a  Barretização do São João de Campina, a nota de Romero Rodrigues atacou Elba com o preconceito da idade, insinuando que envelheceu e perdeu o direito de opinar, como se idade fosse um problema e não mérito divino e acúmulo de experiência.

Com um talento atemporal, cantando cada vez melhor, Elba Ramalho exerceu o seu direito à liberdade de expressão e o prefeito Romero Rodrigues deixou que os paraibanos de todas as idades descobrissem que ele não tem maturidade suficiente para, na condição de pessoa pública, aceitar o que emana da opinião pública.

Mudaram o São João de Campina, mexeram na grade e priorizaram o modismo que descaracteriza nossas tradições.  Elba criticou a ausência dos verdadeiros forrozeiros, barrados pela empresa privada que agora é a dona do Parque do Povo que pode pagar pra ficar entre os artistas e o povo que não pode pagar, criando gente de primeira e de segunda categoria.

Vida longa para Elba!

Vida longa para nossas tradições! Desdenhar do tempo revelou a verdadeira cara de um gestor atropelando tudo com a sua intempestiva ambição.

Dércio Alcântara