Brasil

Ideia de Toffoli, pacto com Executivo e Legislativo não é unanimidade no STF

A julgar pela contrariedade que despertou, o ministro Dias Toffoli deu um passo maior do que a perna ao negociar em nome do Supremo Tribunal Federal um pacto com o Executivo e o Legislativo.

Em privado, pelo menos dois membros da Corte desaprovaram a iniciativa. Ambos consideram temerário envolvimento de Toffoli num acordo em torno de temas sobre os quais o Judiciário fatalmente terá de se pronunciar nos processos que estão por vir —a reforma da Previdência, por exemplo.

Seria uma “grave imprevidência”, disse um dos críticos de Toffoli. Avalia-se, de resto, que a articulação do pacto expõe o Supremo a riscos políticos desnecessários. Bolsonaro é visto no Supremo como um governantgovernante politicamente inconfiável. A polêmica é um “atributo congênito” do capitão, uma “condição de vida”, declarou o segundo opositor do pacto.

A informação é do colunista Josias de Souza, do UOL.

Da redação

Tags: Tags: