Fale Conosco

O IBOPE se enrolou e acabou dando a Estelizabel Bezerra tudo que ela queria. Com resultados longe do ideal nas pesquisas mais recentes, os advogados de Estela conseguiram apreender, em companhia da Justiça eleitoral, cédulas do IBOPE que não incluíam o nome da socialista. Que mancada!

Não é a toa que sempre tenho um pé atrás com o Ibope, mas daí a imaginar que isso possa significar que todas as pesquisas estejam erradas é algo muito diferente.

Hoje mesmo a TV Tambaú mostrou os candidatos da oposição, Cícero Lucena e José Maranhão na dianteira e olha que faltam pouco mais de 30 dias para o primeiro turno. O que isso significa? Que não adianta ter seu nome em todas as cédulas se a campanha não ganhar corpo nas ruas, mas ao contrário do que alguns apostam acho que a candidata do PSB tem muito que crescer ainda.

Estela não passava dos 10 pontos percentuais e agora já aparece com 12, rigorosamente empatada com Luciano Cartaxo, que era até agora apontado como o corredor que traçava um caminho por fora.

Estela tem muitos desafios pela frente, assim como os demais candidatos, mas a verdade é que a socialista pode dormir hoje com a sensação de dever cumprido, já que cresceu e flagrou um “erro” do Ibope. Sobre o assunto o instituto até publicou nota.

Para completar o “samba do crioulo doido”, a  juíza da 70ª Zona Eleitoral da Capital Túlia Neves determinou a suspensão nesta terça-feira (04) da pesquisa da empresa contratada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) para uma consulta espontânea para prefeito de João Pessoa. A juíza ainda disse que o Ibope terá 48 horas para apresentar a defesa.

“A pesquisa está suspensa até que os fatos sejam apurados e o responsável pela pesquisa terá um prazo de 48 horas para apresentar defesa”, disse.

Túlia determinou que a pesquisa fosse cancelada até que os fatos sejam apurados. A juíza revelou também que já deu vista do caso ao Ministério Público.