Fale Conosco

Na manhã desta quarta-feira (7), o deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB), que também é membro da Comissão Especial de Combate às Drogas (CEDROGA) da Câmara dos Deputados, participou da solenidade de apresentação do conjunto de ações do Governo Federal de enfrentamento ao crack, cujo tema é Crack, é possível vencer.

Hugo Motta ressaltou que durante todo o ano de 2011, a Cedroga vem trabalhando para buscar soluções para o combate ao crack e outras drogas, inclusive a Comissão aprovará, nesta tarde, o relatório que é resultado dos Seminários Estaduais realizados durante este ano. Com o relatório, somado às ações do Governo Federal, será formado um plano eficiente. “É um problema difícil de vencer, mas precisamos dar o primeiro passo e começar a combater o crack e outras drogas para evitar que vidas e famílias sejam destruídas como vem acontecendo nos dias de hoje”, afirmou. 

O ministro Alexandre Padilha apresentou as ações do Ministério da Saúde e dentre as diretrizes destacou a ampliação da oferta de serviços, apoio integral aos usuários e familiares e operação de acolhimento. Padilha disse ainda que a meta é criar 41 novos Centros de Atenção Psicossocial – Álcool e Outras Drogas (CAPS-AD) com atendimento 24h onde serão atendidas, em média, 70 mil pessoas por mês. “Esse Programa é um novo desafio para o SUS, mas estou muito confiante que vamos ter condições de enfrentá-lo”, destacou Padilha.

Para Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, mais investimentos serão feitos em políticas de segurança pública no que diz respeito ao combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado. Entre suas diretrizes está também a parceria com os estados e municípios para a promoção de espaços urbanos seguros. Eduardo Cardozo anunciou ainda que será necessário elevar o contingente da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal e, para isso, serão realizados novos concursos públicos.

Durante discurso, o Ministro ressaltou a importância de Projetos de Lei que serão encaminhados pelo Poder Executivo ao Poder Legislativo, bem como pediu a aprovação de projetos que já tramitam no Legislativo, a exemplo do PL 6.578/09 que versa sobre o enfrentamento ao crime organizado.

O Programa foi sintetizado pela presidenta Dilma Rousseff na frase Vida sim, drogas não, onde ressaltou também que o trabalho de combate às drogas é um compromisso de todos, principalmente do seu governo. A presidenta afirmou que os três verbos que implicam em ação, prevenção e repressão refletem a conjugação correta do que pretende o programa Crack, é possível vencer.