Fale Conosco

Com a construção iniciada há 20 anos, em 2001, um hospital inacabado na cidade de Pedras de Fogo, no litoral sul paraibano, recebeu a visita do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) na última quinta-feira (28). Um dos integrantes da equipe de vistoria, o conselheiro Bruno Leandro de Souza, informou que o CRM-PB vai elaborar um relatório e encaminhar ao Ministério Público com todas as informações sobre o hospital.

“Vamos continuar vistoriando, visitando e acompanhando o andamento deste caso para que haja, o mais breve possível, o reinício das obras e enfim a inauguração do hospital”, declarou.

Com cerca de 2,7 mil m², a obra conta com bloco cirúrgico, enfermaria, aparelhos para exames de radiografia, autoclave para esterilização de materiais, além de equipamentos de cozinha. Foi projetado para atender à população local e de mais cinco municípios, em torno de 100 mil pessoas, com serviços de cirurgia, obstetrícia, ortopedia, clínica e pediatria. Porém, a edificação nunca foi concluída e nenhum paciente foi atendido.

O vice-presidente do CRM-PB, Antonio Henriques, explicou que o Conselho foi ao local a convite da Secretaria Municipal de Saúde. “O CRM-PB tem um Programa de Interiorização para conhecer de perto as unidades de saúde e contribuir de forma positiva para melhorar o trabalho médico e a assistência à população. Em uma de nossas ações, fomos convidados pela própria gestão atual de Pedras de Fogo, que assumiu agora em janeiro, para conhecer o desperdício e mau uso do dinheiro público”, disse.