Paraíba

Hervázio Bezerra pede que Romero diga nome de quem indicou o assessor envolvido em assalto

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, Hervázio Bezerra, do PSB, mais uma vez veio a público, em uma espécie de tréplica, rechaçar as declarações do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), na manhã desta quinta-feira (08), sobre o episódio envolvendo um assessor do gabinete da PMCG em um assalto a banco, e acabou jogando uma dúvida no ar.

É que após o líder do Governo alfinetar afirmando que ‘enquanto Romero cobrava segurança, o assessor dele preparava o assalto aos bancos’, Romero disse que a declaração de Hervázio foi infeliz. “Lamento a postura de Hervázio, que foi profundamente infeliz”

Segundo Hervázio, a maior frustração de Romero em meio a todo esse episódio é não poder dizer publicamente de quem realmente foi a indicação desse suspeito.

“A indignação de Romero, a dor de Romero, é não poder vir a público e dizer a Paraíba de quem foi a indicação desse seu assessor de gabinete. Todo mundo sabe e a classe política sabe de quem foi a indicação e lamentavelmente Romero não pode dizer, devido as ligações profundas que ele tem com alguns políticos de Campina Grande e da Paraíba”, disparou.

 

 

 

Tags: Tags: