Fale Conosco

O prefeito Romero Rodrigues (PSD) tem 36 familiares com cargos na Prefeitura de Campina Grande. A denúncia de nepotismo foi feita pelo perfil no Instagram de Rômulo Bomba. De acordo com a denúncia, fazem parte da lista irmã, cunhados, cunhadas, ex-cunhada, tios, primos, sobrinhos, esposa de primo, esposo da tia da primeira dama, dentre outros. “O que mostra que a família de Romero goza de grande prestígio na atual administração e que certamente continuarão a mandar caso o candidato do prefeito, neto de Ivandro, venha a ser eleito”, alerta Rômulo na rede social.

Veja a lista dos familiares empregados:

A nomeação de parentes é ato ilegal devendo ser investigado pelo autoridades competentes, a exemplo do Ministério Público Estadual, que como órgão fiscalizador, tem obrigação de denunciar essa prática imoral que fere a lei antinepotismo e a Constituição Federal. “Esperamos que com as eleições que se aproximam o povo de Campina possa dar a resposta a mais uma atitude reprovável da atual gestão, que ficará marcada pelos escândalos de corrupção, a exemplo das Operações Famintos, Rastro e Simbiose que teve como alvo a administração do Prefeito Romero Rodrigues”, conclui o denunciado no instagram. Veja o vídeo:

Cabide eleitoral

Atualmente a PMCG tem 8.931 servidores sem concurso a um custo mensal de R$R$ 15.626.536,32, gastos relativos à última folha disponibilizada no Sagres referente ao mês de julho de 2020. Em janeiro eram 6.127 servidores sem concurso. Confira detalhes na página do TCE-PB: https://sagres.tce.pb.gov.br/municipio_index.php. Diante dessa realidade foi resgatado vídeo de uma coletiva de Romero pós-período eleitoral no qual relatava que iria diminuir a quantidade e gastos com pessoas sem concurso na PMCG.