Fale Conosco

A criação da CPI dos Transportes estava certa de acontecer, mas o Governo conseguiu fazer um dos senadores retirar a assinatura do protocolo e, assim, impossibilitar a realização das investigações dos escândalos na pasta.

Vinte pessoas foram afastadas dos cargos no Ministério dos Transportes por envolvimento com irregularidades em obras e favorecimento de empresas de familiares e amigos para a realização das construções das estradas pelo país.

Cada vez mais pessoas estão sendo elencadas na lista dos envolvidos e, agora, a criação da CPI está comprometida pela boa imagem que o Governo Dilma Rousseff quer manter na sua gestão.