Fale Conosco

Uma fonte na área de Segurança Pública que tenho muito respeito avisa que precisa falar comigo mais uma vez sobre um assunto que já abordei aqui e, por não confiar no meu telefone, que tem certeza que está grampeado, manda um intermediário me contactar pessoalmente.

Vou ao encontro com a discrição que me foi recomendada e o fato de ser um dos dias de carnaval ajuda na ideia de passar despercebido.

Mais uma vez essa minha fonte me alerta para o fato de que há fortes indícios de que o Governo anda usando os instrumentos que tem a disposição na Secretaria de Segurança para fuçar a vida de políticos, jornalistas e até figurões do Judiciário.

Como? Com o Sistema Guardião e com outro que deveria está desativado, mas opera a todo vapor, conhecido como Aiko.

Ele me relembra que o Guardião tem um disco rígido inviolável e que poderá ser auditado pelo Ministério da Justiça a pedido do Legislativo, mas que o Aiko tem um HD violável e que pode ser utilizado em grampos e depois apagado.

Fazer o que? Vivemos em um Big Brother tupiniquim.

Espero que algum deputado tenha a coragem de pedir uma auditoria do Ministério da Justiça nos Sistemas Guardião e Aiko da Secretaria de Segurança, pois ao que parece a “Inteligência” está sendo usada para outros fins.