Fale Conosco

O Governo da Paraíba e a empresa Rio Alto anunciaram, na manhã desta sexta-feira (11), a instalação do complexo solar Santa Luzia. O novo parque de energias renováveis, que será o maior da América Latina, será composto por 28 usinas solares fotovoltaica de 58 megawaltz, totalizando 1.6 gigawatts de capacidade. A usina ficará instalada entre os municípios de Santa Luzia e São Mamede.

“Aqui vai ser o maior parque realmente implantado da América Latina, tem projetos maiores, mas ninguém iniciando obra. Hoje o grande projeto da Rio Alto é o projeto de Santa Luzia, onde vamos empenhar todos os nossos esforços”, disse Edmond Chaker Farhat Júnior, sócio fundador Grupo Rio Alto.

O complexo ficará situado em uma área de mais de dois mil hectares e deverá ter capacidade de geração de energia suficiente para abastecer 1,1 milhão de casas populares. Serão investidos mais de R$ 4,2 bilhões, com estimativa da geração de dois mil empregos diretos e 8 mil indiretos. Edmond Farhat afirmou que utilizará mão-de-obra local, chegando a 99% da equipe contratada. Esses trabalhadores passarão por cursos de capacitações para desenvolverem autonomia profissional.

As obras serão iniciadas em julho deste ano e a entrega está prevista para janeiro de 2023. Este será o segundo empreendimento da Rio Alto na Paraíba. A empresa está concluindo o complexo de Coremas, cidade com maior índice de radiação solar do Brasil. O complexo solar Santa Luzia é cinco vezes maior do que o de Coremas.

A empresa também firmou parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) com o objetivo de disponibilizar estágios aos estudantes do curso de Energias Renováveis da instituição.

Uma colaboração com a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) resultou em um projeto que tem o propósito de localizar as 750 nascentes do Rio Paraíba espalhadas por 18 municípios paraibanos. Conforme revelado, 116 nascentes já foram verificadas. Agora, será analisado quais delas necessitam de revitalização e a Rio Alto auxiliará nesse processo.