Fale Conosco

Deputados do partido encaminharam um documento a R.C solicitando a exoneração de todos os cargos que foram indicados pelos parlamentares

A votação da alteração do Regimento Interno da Assembleia Legislativa não agradou muito o governador Ricardo Coutinho, que reagiu demitindo alguns aliados do PEN – Partido Ecológico Nacional. Zé Aldemir, Edmilson Soares e Branco Mendes tiveram indicações exoneradas no governo. Os deputados, em virtude da atitude do governador, elaboraram um documento pedindo a exoneração de todos os cargos que foram indicados pelo partido.

Além de colocarem os cargos a disposição do governador, os deputados devem confirmar o rompimento com R.C. A nota será assinada pelos nove deputados da legenda (Ricardo Marcelo – presidente, Aníbal Marcolino, José Aldemir, Edmilson Soares, Branco Mendes, Toinho do Sopão, Jandhuy Carneiro, João Gonçalves e Wilson Braga).

O deputado estadual, José Aldemir, afirmou que estava aliviado com a medida do governador e decretou o rompimento oficial da bancada do PEN com o governador do Estado. “Minha sensação é de alívio devido à relação estressante que nós parlamentares mantemos com o governador”, disse.

O PEN foi criado no meio deste ano e já teve como integrantes vários parlamentares da situação e oposição que estavam insatisfeitos com os seus partidos, mas temiam deixar as legendas e perderem o mandato por conta da infidelidade partidária.

O partido, que agora é oficialmente oposição ao governo, já deu algumas vitórias a R.C. Agora, com o rompimento, vai ficar mais difícil para o governador, visto que o PEN detém hoje a maior bancada da assembleia – oito deputados.