Fale Conosco

Um momento histórico. Assim a comissão de suplentes do concurso de professores definiu a audiência, na tarde desta quinta-feira, na Granja Santana, com o governador João Azevedo. A audiência foi articulada pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa.

Os professores pediram a reunião apenas para agradecer ao governador a receptividade do movimento, e conseguiram, na ocasião, a promessa de Azevedo de que chamaria, até novembro, mais 500 concursados. A comissão de suplentes não poupou elogios ao governador, ao secretário Cláudio Furtado, da educação, e ao deputado Ricardo Barbosa. “Este é um momento histórico de acolhimento, da parte de um governador, a um movimento de suplentes”, reconheceram os professores.

O governador João Azevedo também elogiou o movimento pela serenidade e reconhecimento do esforço que foi feito para, sem ferir a lei, convocar novos concursados. “Nossa intenção, antes da pandemia, era realizar um novo concurso, já que não mais existe a possibilidade de cadastro de reserva. Mas fomos pegos de surpresa e tivemos que nos adequar à nova realidade. Essas novas contratações não estavam previstas no edital. As vagas oferecidas foram todas preenchidas, mas fizemos estudos jurídicos no sentido de podermos aproveitar pelo menos 500 suplentes”, disse o governador.