Fale Conosco

Por incrível que pareça o que vou relatar agora aconteceu. O governador Ricardo Coutinho exonerou a Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos e o banco de órgãos na Paraíba voltou à estaca zero.

É sintomático: sem comissão não existe doador e sem doador não existe transplante.

Para se ter uma idéia da gravidade do que esta decisão provocou, simplesmente hoje as doações de órgãos ou tecidos estão impedidas de acontecer pela ausência desta comissão de avaliação e triagem.

Um paciente que esteja precisando de uma doação urgente poderá vir a óbito por falta de pessoas capacitadas para avaliar e encaminhar o transplante.

A decisão do governador tem causado revolta e familiares de pacientes na fila de espera estão revoltados.

Perguntar não ofende: é normal um governador recém-empossado mexer tanto com a vida das pessoas, já que suas medidas administrativas afetaram os servidores, o comércio e até pacientes que precisam de transplantes?

Cá pra nós, na Paraíba nem quem morreu pode ter uma vontade assegurada nem que quem quer viver tem direito a receber o que doaram por amor.

Vem-me a cabeça agora a figura exdrúxula de Jânio Quadros quando  proibiu o biquine e a briga de galo.

Com a palavra a assessoria do Governador.