Fale Conosco

Merece elogios a postura do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que não entra no jogo e não se deixa pautar pelas provocações dos adversários, sejam as cascas de banana arremessadas pelo governador Ricardo Coutinho ou pelo peemedebista Manoel Júnior.

Estilo Cururú, a gestão Cartaxo é daquelas que quanto mais batem, mais cresce.

A situação do prefeito é bastante confortável, pois seu calendário de obras está todo em dia, a maioria acima de 70% e mantendo o ritmo de inaugurar duas obras por semana.

O que recebia críticas da bancada de vereadores de oposição na Câmara foi potencializado pela mídia negativa e, a medida que o cidadão viu que a críticas a calçadinha da praia eram infundadas e que ela está quase pronta, ao invés de endossar o blá blá blá da oposição passou a elogiar o trabalho de reurbanização da orla, que ganhou mais beleza e vagas de estacionamento.

No que se refere ao cavalo de batalha que fizeram da quantidade de lixo retirada da Lagoa, a Secom afirma que foram retiradas 200 mil toneladas de detritos e a oposição diz que isso significaria o trabalho de 17 mil caminhões e que é impossível, o cidadão que transita pelo Centro observa o avanço das obras. Compreende os transtornos e faz ouvido de mercador para a pregação oposicionista, que parece mais querer desconstruir a grande intervenção que está sendo feita no Parque Solon de Lucena.

Uma a uma, todas as arestas e gostos ruins arremessados pela oposição no pirão de Cartaxo, e o mais recente foi a blitz comandada pelo adversário Manoel Júnior no Trauminha, vão caindo por terra.

Enfim, Cartaxo leva a vantagem de ter o que mostrar e em grane volume e por toda a cidade. E isso assusta. Os adversários, é claro.