Fale Conosco

Não há como negar que ao mexer com a autonomia da UEPB pela primeira vez o governador Ricardo Coutinho entrou em colisão com a comunidade universitária de uma maneira geral.

É verdade que aconteceram escaramuças entre estudantes de medicina e o Coletivo RC no episódio da terceirização de várias atribuições das atividades da prefeitura de João Pessoa, mas até então era uma coisa incipiente, localizada.

Agora não. Os estudantes se uniram e partiram com gosto pra cima do mandato do governador e divulgam nas redes sociais uma campanha pedindo seu impeachment através da hasstag #ForaRC e até petição pública já tem circulando na internet, que republico abaixo.

“Abaixo-assinado Impeachment do Governador Ricardo Vieira Coutinho

Para:ALPB

Nós, cidadãos Paraibanos, representados no Governo do Estado da Paraiba pelo Sr. Ricardo Vieira Coutinho, pedimos à Assembleia Legislativa do Estado da Paraiba pela realização urgente de um plebiscito que decida pelo impeachment do governador. 

Embora pouco mais de 50% dos cidadãos Paraibanos tenham acreditado que o Sr. Ricardo tivesse capacidade de governar este estado – o que se sucedeu da tomada da posse foi início do recrudescimento das atitudes não democráticas, autoritárias e questionáveis, que já vinham sendo construídas desde seus primeiros mandatos na PMJP, e que cresceu com seu sucessor, o Sr. Luciano Agra. 

Ainda em seus primeiros mandatos na PMJP, em 2004, escândalos envolvendo a Cuiá, foram abafados e jamais esclarecidos. A escalada no autoritarismo inconsequente e a quebra de leis que davam maiores direitos à classes de servidores estaduais e culminando com a retirada da autonomia financeira da respeitável instituição de ensino superior UEPB causaram e causam revolta na população que se sente enganada. 

O Povo da Paraiba a cada dia percebe que há uma inabilidade do atual governador de gerir o estado pois sua agenda está pautada pelas perseguições. 

Deputados estaduais da oposição tentaram criar várias CPIs para investigar não só casos como dos outdoors e dos livros, como inúmeros outros. Abusando do poder executivo e impondo seu poder na ALPB, todas as tentativas são esmagadas com punho de ferro. 

O projeto de perpetuação no poder deste governador tem assustado os paraibanos e colocado em risco o crescimento do estado, que poderá levar décadas para se reerguer. 

As maiores mídias do estado não só noticiaram os fatos com extrema parcialidade, como houve exemplos absurdos de adulteração das informações. Isto possivelmente devido a “gordas” contribuições de propaganda governamentais que calam muitas vozes. 

Mas o povo da Paraiba já percebe a manipulação das notícias e começa a se revoltar nas redes sociais pedindo este governo seja destituído. 

Pedimos, já, por um plebiscito que decida pelo impeachment do governador Ricardo Vieira Coutinho (PSB). A democracia tem que voltar ao estado da Paraiba.

Os signatários”

Pois bem, agora o governador arranjou adversários a altura, bastando lembrar que Collor só balançou quando os caras pintadas foram as ruas pedir seu impedimento.

No entanto, particularmente não sou a favor da cassação do mandato do governador, gostaria que ele mudasse o rumo de sua gestão e atendesse e expectativa de quem votou e de quem não votou nele.

Se ele tá errando só outra eleição para corrigir o erro de quem votou nele em 2010 e só o voto pode botar e tirar um governador.

Que tal castigar os candidatos aliados de Ricardo, ou sob suspeita de estarem com ele debaixo dos panos, agora em 2012? 

Querem impeachment melhor do que esse? No voto e em 2014 iremos todo à forra derrotando RC na urnas.

Em tempo: se você concorda e quer assinar aquele abaixo assinado que citei acima, acesse agora esse link e assine online http://ewww.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N20273