Fale Conosco

Inveja e fofoca é coisa de vizinha mal amada, mas em João Pessoa tem gente se profissionalizando e fazendo dessa fraqueza humana uma expertise. E, claro, o alvo só poderia ser o sucesso alheio, o êxito que o fofoqueiro invejoso não encontra em si e quer apequenar o dos outros.

O prefeito Cartaxo tem atuado com razoável eficiência em todas áreas e bairros, o que fez de sua gestão um bem avaliado case de sucesso, contando hoje com cerca de 70% de aprovação.

Pronto. Isso bastou para que a central de fofocas disparasse nas redes socais uma dúvida sobre a retirada de 200 mil toneladas de detritos da Lagoa, a principal obra e que mais incomoda os opositores do prefeito.

Ruim de cálculo, os robozinhos teleguiados disparavam a todo momento postagens pasteurizadas questionando o feito, como se fosse impossível, justificando a impossibilidade até com dados sobre a retirada diária de lixo em todo o Brasil.

Não podemos mesmo exigir que aqueles que apenas replicam as maldades dos chefes confiram a tabuada decoreba. Eles vomitam tudo que mandam sem questionar e muitas vezes uma figura séria incorre no erro de replicar e acaba desmoralizada pela verdade, que tarda, mas sempre aparece.

Fui na calculadora e fiz uma conta básica para confrontar com as teses que espalharam para justificar o que logo concluíram como desvio de recursos e até chegaram a afirmar que a empresa executora tinha ligações com o ex-ministro e, atual presidiário, José Dirceu.

Estão querendo misturar alhos com bugalhos. Não tem absolutamente nada a ver. A empresa que fez a dragagem da Lagoa foi a Compec, responsável pela retirada de mais de 200mil toneladas de detritos. Isso mesmo: mais de 200 mil toneladas de detritos.

Sobre a conta que muitos robozinhos teleguiados não conseguem fazer, para se chegar a esse número é simples. A Lagoa tem cerca de 90 mil metros quadrados. Foi feita uma limpeza e dragagem que rebaixou em quase 2 metros a profundidade da Lagoa. Ou seja, se multiplicarmos 2 metros de profundidade por 90 mil metros de área, teremos 180 mil metros cúbicos de detritos.

A densidade da lama é de cerca de 1,75. Logo, se tudo fosse lama, teríamos cerca 300 mil toneladas. Na verdade o número de 200 mil toneladas é abaixo do total retirado.

Mas, querem trabalhar na ignorância pra confundir as pessoas com relação a esses dados. Contra fatos não há argumentos: a gestão Cartaxo tem feito muito por todos os bairros, centro, praias e periferia.

A obra do Parque Sólon de Lucena, esse é o xis da questão e pressão, é a mais ousada de todas as intervenções até agora, desde que o campinense Argemiro de Figueiredo mandou construir a nossa Lagoa.

Mas, isso é outra coisa que os fofoqueiros remunerados também não sabiam e fica para outro artigo.