Fale Conosco

Após o PMDB afastar seis deputados que foram a favor da denúncia contra o correligionário Michel Temer, um dos afetados pelo “gancho”, o deputado federal paraibano Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), se reuniu na última segunda-feira (14) com outros quatro deputados que foram afastados para tratar sobre o assunto. O sexto deputado, Sergio Zveiter, já pediu desfiliação da sigla.

“Nos reunimos e concluímos um recurso dirigido ao próprio partido, arguindo o que identificamos como falhas do procedimento, que levou o partido, através da sua executiva, a nos suspender das diretivas. Fizemos um recurso de reconsideração da decisão do partido, em face a ausência, entre outras falhas, do direito a ampla defesa. Na decisão da executiva não respeitaram os artigos do próprio estatuto do PMDB, onde nossa posição não foi de encontro as regras estatutárias. Devemos estar protocolizando hoje, em nome dos cinco parlamentares”, explicou.

O deputado paraibano tratou como “decisão estéril” optar por deixar o PMDB neste momento, já que não está em tempo hábil para realizar troca de partidos. Porém, deixou claro que “os contatos são mantidos”, da mesma forma com quem tem mantido com o próprio PMDB.

Já sobre o assédio que vem sofrendo de diversos partidos, Veneziano foi cauteloso e confirmou os contatos, porém sem sinalizar uma mudança de sigla. “Fico feliz com relação aos convites que vêm sendo feitos, entre os quais os convites de Wilson Santiago e Wilson Filho para o PTB, convite para o PSB, de Efraim Filho para o Democratas, do Podemos através de sua presidente. Mas é uma decisão que só podemos tomar mais a frente porque não é uma decisão para sair, vai ser uma decisão tanto para permanência quanto para desligamento”, disse.

 

 

Fonte: Blog do Gordinho