Fale Conosco

O ex-prefeito de Bayeux, dr. Expedito Pereira (MDB), rebateu as declarações da Procuradoria Geral de Bayeux, que atribuiu a ele as irregularidades detectadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Mais cedo, o Polêmica Paraíba publicou reportagens sobre um despacho do TCE que pede intervenção estadual em Bayeux, após irregularidades encontradas na administração municipal.

“Irresponsavelmente me acusam de coisas que eu não pratiquei. O pedido do TCE é baseado em questões atuais. Já tem um ano e oito meses que eu deixei a prefeitura”, esclareceu.

Sobre o inchaço na folha de pagamento da prefeitura, Pereira ressaltou que a quantidade de servidores contratados em sua gestão era menor que o atual número, bem como as despesas com pagamento dos funcionários.

Ele disse ainda que a procuradoria do município está ocultando as irregularidades das gestões do prefeito afastado Berg Lima, do ex-prefeito Luiz Antônio e do prefeito interino, Mauri Batista. “Está jogando para mim, que sou uma liderança de conceito, pois estão com medo de me enfrentar em uma eventual eleição”, enfatizou.

Fonte: Polêmica Paraíba