ParaíbaPolítica

“Exoneração já estava decidida”, diz Victor Hugo ao negar retaliação a ex-contador da Prefeitura de Cabedelo

Após as declarações do ex-contador da Prefeitura de Cabedelo, Arthur Albuquerque, o prefeito interino do município, Vitor Hugo, divulgou nesta quarta-feira (12) uma nota onde afirma que a carta aberta do contador mostra a conduta ‘ilibada’ da atual gestão.

Segundo o prefeito, a decisão de exonerar o contador aconteceu em novembro, antes da conversa divulgada por Arthur. Vitor Hugo ainda alegou que ‘não assumiu missão de agradar, mas fazer o que é certo’.

Ele garantiu que houve lisura nas licitações desde que assumiu a Prefeitura de Cabedelo, com o investimento de grandes empresas no município, sem contratos criminosos na cidade.

Ainda de acordo com o gestor, após ser exonerado do cargo de contador, Arthur ‘correu’ para a oposição e teve o contrato mantido, mesmo sem a prestação de serviços.

Confira a nota na íntegra:

“O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo, vem a público esclarecer que na carta feita pelo ex-contador da edilidade, Artur Gadelha, está o print da conversa de WhatsApp que demonstra de forma irretocável a conduta ilibada da atual gestão.

A decisão de retirar Artur Gadelha dos quadros da Prefeitura já estava tomada desde o mês de novembro, sendo a sua reação igual a de alguns servidores exonerados.

Vitor Hugo lembra também que Artur Gadelha era o contador do ex-prefeito José Regis, cujas contas foram reiteradamente reprovadas, como também do ex-prefeito, Leto Viana, que hoje encontra-se preso.

O prefeito afirma que não assumiu essa missão para agradar, mas para fazer o que é certo, contrariando muitas pessoas e sofrendo ameaças, visando o bem estar da população e desenvolvimento da cidade, inclusive atraindo grandes empresas, que passaram a investir em Cabedelo após assumir a gestão do Município.

Por último, Vitor Hugo agradece ao apoio e solidariedade da população.”

Tags: Tags: