Fale Conosco

Em portaria publicada na edição desta segunda-feira (08) do Diário Oficial da União, foi confirmada a exoneração da ex-secretária de Saúde da Paraíba, Cláudia Veras, do cargo comissionado para o qual havia sido designada na Superintendência Estadual do Ministério da Saúde na Paraíba.

Cláudia Veras deixou a função antes que ela pudesse efetivamente tomar posse do cargo. Sua nomeação repercutiu negativamente e gerou questionamentos sobre quem a teria indicado para assumir a vaga no Governo Bolsonaro.

A ex-secretária é investigada pela Operação Calvário, sendo acusada de participar de um esquema criminoso de desvio de dinheiro em setores da Educação, Saúde e Turismo do Governo da Paraíba durante o mandato do ex-governador Ricardo Coutinho. Ela foi alvo de mandado de prisão e atualmente ainda obedece medidas restritivas de liberdade, fazendo uso de tornozeleira eletrônica.

Na última sexta-feira (05), Cláudia desistiu da função comissionada Técnica de Auxiliar de Serviços em Saúde II e pediu sua exoneração, alegando motivos pessoais para renunciar ao cargo. Segundo informou Eridan Pimenta, superintendente Estadual do Ministério da Saúde na Paraíba, a mulher é servidora efetiva do Ministério da Saúde há 30 anos e havia sido indicada para ocupar o cargo pelo setor onde ela trabalha.