Fale Conosco

EXCLUSIVO – No encontro secreto entre Wilson Santiago e Ricardo Barbosa neste final de semana, em um dos bangalôs do Victory Resort, talvez esteja a resposta para a repentina mudança de comportamento político do ex-deputado e ex-senador. Uma testemunha ocular que merece crédito presenciou os dois num encontro que deveria ter ficado no anoinimato, mas foi flagrado e agora repercutido por este blog com exclusividade.

O que Wilson e Ricardo conversaram, me pergunta você? Como Ricardo Barbosa é o secretário do PAC – por sinal sendo vigiadíssimo pela mídia nacional – e Wilson Santiago dono de construtora poderiam os dois ter engatado uma conversa em torno de parcerias para obras que o Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal vai iniciar na Paraíba e isto seria de certa forma óbvio. O problema é que uma conversa dessas entre captador e construtor rapidamenete nos levaria a deduções que prefiro não fazer juizo de valor.

Na verdade, o que Wilson Santiago e Ricardo Barbosa discutiram neste final de semana foi política. Acreditemos que tenha sido só isso e, sendo, logo chegaremos à conclusão de que o discurso de Wilson Santiago criando focos de incêndio no PMDB só pode está diretamente associado a essa conversa com o cara do PAC.

Há quem diga que entre Wilson e o Governo há mais convergências do que as curvas da serra de Areia, mas prefiro acreditar que foi só uma infeliz coincidência. Wilson foi tomar um deforet em Lucena e quando passou en frente aquele muro extenso do resoprt resoplveu entrar para apreciara a paisagem.

E aí, meio que sem querer querendo, se deparou com Ricardo Barbosa, que também por coincidência foi ao resort tomar relaxar e , juntos, acabaram falando sobre obras do PAC e implosão do PMDB.

Definitivamente, Wilson não é mais o mesmo. Antes só conversava com Ricardo Barbosa em Brasília em um dos inúmeros prédios que contruiu e tem escritório, mas a medida que 2014 se aproxima tem se arriscado mais, abusando da sorte.

Para o seu azar, ou sorte de quem quer o PMDB unido, foi flagrado por nossa testemunha ocular. Agora entendo o discurso inflamado contra Veneziano, questionanmdo seu direito de ser candidato de consenso, apesar de o ex-prefeito já ter sido anunciado até pelo PMDB nacional; entendo também a pressa em em avitar que Maranhão fosse ungido presidente estadual da legenda; ou ainda a pressa em lançar Gervasinho como candidato a presidente do diretório de João Pessoa. Tudo está interligado.

Wilson Santiago é o Cavalo de Tróia, o presente de grego que Ricardo Coutinho lançou dentro do PMDB, uma estratégia estalinista de criar a dfiscordia para enfraquecer a candidatura do principal adversário.

Posso também está enganado e concluir que Ricardo Barbosa e Wilson estavam discutido outra divisão, mas ai não tenho provas e estaria sendo leviano.

Foi um encontro político e Wilson opera para RC dentro do PMDB e ponto final.