Fale Conosco

juiz federal Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, aceitou nesta quarta (4) denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves (MDB-RN) com acusação de crime de lavagem de dinheiro. Com a decisão, Alves é réu no processo.

Henrique Alves é acusado de ter feito transações financeiras, em 2014 e 2015, para encobrir suposta propina paga pela construtora Carioca, uma das responsáveis pela obra Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. Os fatos foram investigados na Operação Sépsis, da Polícia Federal.

Segundo o MPF, o ex-deputado realizou transferências em uma conta titularizada por uma offshore, da qual era beneficiário econômico, para outras contas sediadas em paraísos fiscais.

Alves foi detido em 2017. Em maio, o juiz do Tribunal Regional Federal sediado em Brasília, Ney Bello, tirou Henrique Alves da cadeia. O ex-parlamentar passou a cumprir prisão domiciliar e, entre as medidas cautelares que foram estabelecidas, estavam a entrega do passaporte à Justiça e a proibição de manter contato com outros investigados no processo.

O advogado de Alves, Marcelo Leal, informou que o recebimento da denúncia é um “ato meramente formal” antes da manifestação de defesa e que “Henrique é inocente é provará isso no curso do processo”. Com informações da Folhapress.