Fale Conosco

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi condenado pela Justiça Federal da 3ª Região por conta das suas declarações em que acusou as universidades federais brasileiras de possuírem “extensivas plantações de maconha”. O ministro fez a afirmação durante uma entrevista ao Jornal Cidade Online e a ausência de provas para as suas palavras lhe renderam notas de repúdio e uma ação civil pública movida pela UNE.

“Você tem plantações de maconha, mas não são três pés de maconha, são plantações extensivas de algumas universidades, a ponto de ter borrifador de agrotóxico. Porque orgânico é bom contra a soja para não ter agroindústria no Brasil, mas na maconha deles eles querem toda tecnologia à disposição”, disse, à época.