Fale Conosco

A pressão que emerge das redes sociais em consonância com o discurso do ministro Paulo Guedes (Economia), pelo endosso da proposta de reforma da Previdência entregue por ele, não teve guarida na Câmara.

“A comissão até está blindada. Só quem não gostou da proposta que fizemos foi o Guedes”, diz o presidente da comissão especial que analisa o tema, Marcelo Ramos (PL-AM).

“Guedes precisa saber que está numa democracia. A experiência dele de vida pública foi na ditadura do Pinochet. O Parlamento tem tanta legitimidade quanto o presidente, representa também as minorias. O texto foi bem recebido pelo mercado, pelos investidores. Seguiremos”, finaliza Ramos.

A informação é da coluna Painel da Folha de São Paulo.

Da redação