Fale Conosco

As escolas paraibanas parecem ter virado criadouros de sapos, insetos e morcegos. Tudo isso, é claro, além da sujeira “habitual” que, infelizmente, é encontrada em todas as escolas publicas da Paraíba e do Brasil.

O fato é o seguinte, no início da semana, o Ministério Público fez uma vistoria em uma escola no Município de Riacho dos Cavalos e encontrou rãs dentro do filtro de barro na cantina da escola. O colégio servia esta água para os alunos.

ONTEM, o MPPB encontrou rãs dentro do congelador de outra escola, desta vez a unidade educacional era municipal e localizada na zona rural de Uiraúna. Na escola, além da sujeira e das rãs, havia casa de maribondo e, IMAGINEM, sandálias boiando na caixa d’água.

A fiscalização é necessária e está mostrando que falta higiene nas escolas, as más condições de ensino e de infraestrutura já são conhecidas devido aos salários recebidos pelos professores e pela falta de investimentos em reformas nos prédios, mas ISSO é falta de faxina, é falta de cuidado, é um absurdo.

Quantas crianças já adoeceram por consumir água contaminada com dejetos de rãs e pela sujeira nos reservatórios das escolas?

O Ministério Público merece aplausos por realizar estas visitas às escolas que ficam em cidades menores e na zona rural de municípios sertanejos. Parabéns pela ação e CONTINUEM TRABALHANDO, ainda há muita sujeira para ser descoberta!