Fale Conosco

Há quem diga que o ano letivo dos colégios estaduais começa nesta segunda, mas as informações que chegam aos nossos ouvidos dão conta de falta professores em quase todas as escolas do interior do Estado.

Secretários de educação e professores estão sendo coagidos a abrir as portas das escolas sem saber quem irá trabalhar, já que não houve divulgação da lista dos servidores que receberão os vencimentos do mês de janeiro e quem deve retornar as atividades.

A secretaria de educação do Estado correu atrás do prejuízo provocado pela demissão dos servidores e informou que uma folha extra será impressa para pagamento dos recadastrados no mês passado. Porém, os servidores tem receio que esta seja mais uma manobra do governo para desviar a atenção da imprensa e da oposição, que cobra o retorno dos funcionários demitidos.

Pedras de Fogo, Mamanguape e Monteiro, são algumas das cidades nas quais não há condições mínimas de inicio das aulas, segundo os próprios secretários de educação, mas permanece a orientação para abafar o caso. 

Não tem funcionários, professores, nem condições de iniciar o ano letivo, mas o Governo do Estado garante que está fazendo uma reforma na educação que levará a Paraíba a dar “um grande salto”, só não sei como.