Fale Conosco

O vice-governador Rômulo Gouveia passou um vexame hoje na posse dos novos deputados na Assembleia. Foi cobrado publicamente por um credor de Recife. 

Logo depois de uma entrevista com jornalistas e a tradicional troca de salamaleques nos corredores, Rômulo se dirigiu ao Plenário, mas no meio do caminho foi abordado pelo empresário Marcelo Cavalheira, sobrinho do ex-arcebispo Dom Marcelo Pinto Cavalheira. 

O empresário foi discreto, mas deu pra ouvir quando cobrou uma dívida de R$ 128, 000,00 ainda remanescente da campanha de 2008. 

Rômulo ruborizou, mas disfarçou bem abraçando Marcelo para fingir que era brincadeira de velhos conhecidos. 

Marcelo se manteve firme no propósito de saber do ex-cliente quando verá a cor do dinheiro e de Rômulo recebeu um cartão onde estava escrito o endereço da vice governadoria. 

Para quem não sabe Marcelo Cavalheira é um grande fornecedor de adesivos, banners e outros tipos de propaganda, e move um processo contra Rômulo, inclusive com petições dentro da prestação de contas de Rômulo no TRE. 

Numa ação de cobrança que corre em Recife, Rômulo chegou ao ridículo de apresentar atestado de pobreza para se livrar das custaso, mas a manobra foi indeferida pelo juiz. 

Quem duvidar, basta entrar em contato com o empresário que ele conta toda a história e a partir de manhã Marcelo promete plantão permanente na vice governadoria.

O taximetro continua ligado e adívida aumentando.