Fale Conosco

A empresa que supervisiona a votação do Oscar pediu “sinceras desculpas” nesta segunda-feira” e se responsabilizou pela confusão que levou o filme La La Land – Cantando Estações a ser anunciado por engano como melhor filme. O verdadeiro vencedor foi Moonlight: Sob a Luz do Luar, o grande premiado após a gafe histórica que gerou enorme constrangimento durante a cerimônia.

“Pedimos sinceras desculpas a Moonlight, La La Land, Warren Beatty, Faye Dunaway e ao público do Oscar pelo erro durante o anúncio de Melhor Filme”, afirmou a empresa PricewaterhouseCoopers (PwC) em comunicado publicado no Twitter. “Por engano, os apresentadores receberam o envelope da categoria errada o que, assim que descoberto, foi imediatamente corrigido.”

La La Land – Cantando Estações havia sido anunciado pelos apresentadores Warren Beatty e Faye Dunaway como o vencedor da estatueta – os produtores do filme de Damien Chazelle já estavam no palco, discursando e agradecendo, quando um deles afirmou que havia acontecido um engano: Moonlight era o vencedor. Os produtores de La La Land foram rápidos e, simpáticos, cederam o microfone aos colegas de Moonlight, afirmando que estavam “muito felizes” de estarem entregando o prêmio a eles. Na plateia, o constrangimento e a incredulidade eram gerais. Barry Jenkins, diretor de Moonlight, segurava a estatueta do Oscar e afirmava que mal sabia o que dizer.

Segundo a PricewaterhouseCoopers, empresa de auditoria que supervisiona a votação e contagem dos votos há 83 anos, o equívoco está sendo investigado. A empresa diz que “lamenta profundamente” a confusão e que agradece “a graça” com que os indicados, a Academia, a ABC e Jimmy Kimmel lidaram com a situação.

Fonte:Veja.com