Fale Conosco

Por 35 dólares ou no máximo 100 reais, o tablet britânico Aakash pretende conquistar mercados de países em desenvolvimento, como Índia e América Latina, incluindo o Brasil

Uma empresa britânica afirma ter desenvolvido o mais barato tablet com acesso sem fio a internet. A firma, chamada Datawind, espera vender o dispositivo para bilhões de clientes ao redor do mundo em duas versões. Para estudantes, uma versão do tablet sairá a 35 dólares. Um modelo mais avançado será vendido por 50 dólares.

O tablet faz parte de um programa de tecnologia da informação patrocinado pelo governo indiano. A empresa forneceu 100.000 tablets a estudantes da Índia. De acordo com Suneet Singh Tuli, CEO da Datawind, a empresa tem recebido cerca de 30.000 pedidos por dia. “Ao todo, 3 milhões de pessoas já fizeram pedidos”.

Singh afirma que o Aakash não concorre com o iPad, da Apple, porque a empresa britânica está atrás de outro tipo de cliente. “Pessoas de pouca renda em países em desenvolvimento que estão procurando pelo primeiro computador”. Na Índia, país natal de Singh, 8% da população de 1,2 bilhão está conectada à internet. 

O Google previu em setembro que o número de internautas na Índia triplicaria em três anos se houvesse alguma forma de acessar a grande rede por dispositivos sem fio. O tablet da Datawind pretende aproveitar essa oportunidade aventada pelo Google.

Apesar das limitações técnicas, como tela mais escura e comandos de toque com menos sensibilidade, a Datawind acredita que o tablet barato vai ajudar a aquecer o mercado. Depois da Índia, a empresa pretende vender o dispositivo na Tailândia, Egito e América Latina, incluindo o Brasil.

Com Vejaonline