Opinião Polêmica

Em Patos, balanço da gestão BB revela que até agora só produziu duas coisas: desemprego e lixo

Não é exagero dizer que até agora o prefeito interino de Patos, Bonifácio Bruno Rocha, só produziu duas coisas: desemprego e lixo.

Ninguém sabe ao certo o que tá sendo feito com as receitas da Prefeitura, que continuam as mesmas da época de Dinaldinho, quando todos recebiam em dia, os serviços essenciais funcionavam e o lixo era recolhido com regularidade.

Bonifácio Bruno Rocha assumiu com falácias de moralidade, pose de gestor austero e moderno, prometendo choque de gestão.

No entanto, até agora os choques foram na sociedade patoense, que amarga grande crise com centenas de postos de empregos sendo ceifados, o que gera recessão no comércio.

Desde o afastamento do prefeito eleito Dinaldo Filho que a máquina pública vem sendo paralisada pelo titubeio administrativo do prefeito interino.

Ao que parece, sua navalha social amolada e insensível tem degolado serviços essenciais e desagradado gregos e troianos. Aquele discurso inicial de culpar o antecessor por tudo não cola mais e Bonifácio ficou impopular rapidamente.

Com a proximidade do julgamento de Dinaldinho, que acontecerá no próximo dia 24, só se comenta na cidade que a sua volta ao cargo é iminente e desejada.

Dércio Alcântara