Fale Conosco

Em nota, o PSL na Paraíba explicou que os R$ 688 mil citados em uma matéria do Política & Etc ainda não foram gastos. O dado, segundo explicou o partido, se refere a uma previsão de gastos com assessoria jurídica para cerca de 200 candidatos no Estado inteiro, mas que não é garantido ser utilizado.

Veja a nota na íntegra abaixo:

Em resposta à matéria publicada no seu blog sobre contratação de serviços advocatícios, o Diretório Estadual do PSL-PB, informa que os partidos políticos têm obrigação legal de formalizar todos os seus contratos de serviços.

Sobre os gastos do partido com serviços advocatícios, informamos que estes se referem a previsão de gastos para acompanhamento de processos de prestação de contas de aproximadamente 200 candidatos às eleições proporcionais de várias regiões da Paraíba, bem como prestação de serviço jurídico para candidaturas majoritárias em vários municípios, tudo para atender aos candidatos do partido no Estado, que precisam de assistência jurídica qualificada. Repetindo, estes valores divulgados na matéria ainda não foram pagos. Diferente do noticiado, O PSL não gastou 688.000,00. É uma previsão orçamentária.

Os valores destes contratos, inclusive, estão compatíveis com a tabela mínima de honorários da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional da Paraíba.

Ainda com relação a estes custos, informamos que o PSL-PB dá toda a assistência jurídica e contábil aos seus candidatos para que todas as suas contas de campanha não tenham qualquer erro, tendo em vista que tratamos, majoritariamente, de recursos públicos.

O PSL – PB como todos os demais partidos têm as suas contas auditadas e todos os contratos e valores pagos serão objeto de prestação de contas perante a Justica Eleitoral e, diferente da velha política do caixa 2, o partido deixa claro que todos os seus gastos de campanhas serão apenas pelos canais oficiais, diferente campanhas milionárias que toda a Paraíba testemunha e quando se procura os gastos de campanha, são valores irrisórios para o que se vê nas ruas.