Fale Conosco

A Coligação A Vontade do Povo do candidato ao governo, Cássio Cunha Lima (PSDB) enviou nota esclarecendo que assinou um documento confirmando que participaria dos debates, mas explicou que não recebeu convite para reunião para definir regras e nem data do referido debate a ser realizado pela Asserp.

Confira a nota:

  N O T A A Coligação A Vontade do Povo esclarece No início do segundo turno, a Coligação A Vontade do Povo, subscreveu documento juntamente com a outra coligação, em que limitava, devido à exiguidade do tempo, a quantidade de debates para este período eleitoral.

Ficou estabelecido que a Asserp realizaria um debate comandando um pool de emissoras com data a ser definida. Passados os dias, a entidade promovente não enviou qualquer documento à coligação A Vontade do Povo para definir, juntamente com a outra coligação, a data de realização do referido debate. Nem tampouco chegou ofício solicitando reunião para a definição das regras, conforme também prevê a legislação.

Neste meio tempo, a agenda da coligação que sempre é feita atendendo aos rígidos critérios de prazos determinados pela Justiça Eleitoral, definiu agendamento do candidato Cássio Cunha Lima para o sertão paraibano.

A Coligação A Vontade do Povo destaca que o candidato Cássio Cunha Lima participou de todos os debates promovidos até agora por rádios, televisões, entidades da sociedade, tendo todas as organizações realizados reuniões prévias com os representantes dos candidatos. Ao contrário do atual governador que se recusou a participar de quatro debates que foram organizados pelos servidores da UEPB, Fórum dos Servidores, Escola Sesquicentenário e Sistema Correio, composto por 21 emissoras de rádio.

Esta coligação estranha a postura da Asserp em se prontificar a realizar um debate sem convidar uma das coligações para participar das reuniões de definição de datas e regras do inusitado encontro e critica a desorganização da entidade promovente.