Fale Conosco

O empresário campinense, Daniel Gonçalves, usou seu depoimento na manhã de hoje na Assembleia Legislativa da Paraíba para reafirmar as denúncias que fez em vídeo enviado a revista Época.

Daniel falou por mais de uma hora, onde disse que existiu conivência do gerente do Banco do Brasil, João Gouveia, primo do vice governador, Rômulo Gouveia (PSD), para o pagamento dos R$ 2,3 milhões que envolveram a licitação que resultou no caso conhecido como “Escândalo dos Livros”.

Daniel disse que o homem que afirma ser seu sócio, Pietro Harley, anda sempre acompanhado do irmão do governador, Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho.

Para Daniel existe uma “quadrilha” que desviou recursos para o “caixa dois do governador” Ricardo Coutinho.

O deputado Janduhy Carneiro resolveu pedir a abertura de uma CPI após o depoimento.