Mundo

Em carta a Kim Jong-un, Trump propõe aliança contra coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou uma carta pessoal ao líder norte-coreano Kim Jong-un, como um sinal de sua disposição para impulsionar as relações entre ambos e oferecendo cooperação na luta contra a pandemia de coronavírus, um dia depois de o país asiático realizar novos testes de mísseis.

A carta foi divulgada no domingo (22.mar.2020) pela irmã do líder e membro do comitê central do partido único norte-coreano Kim Yo-jong. No sábado (21.mar.2020), Pyongyang disparou 2 mísseis de curto alcance, no seu 3º teste do tipo realizado em março. A ação provocou novas críticas de Seul em meio à pandemia do coronavírus e num momento em que as negociações nucleares entre Pyongyang e Washington estão paralisadas.

Um alto funcionário do governo Trump confirmou no domingo (22.mar.2020) que Trump enviou uma carta a Kim, afirmando que a correspondência é consistente com os esforços de Trump pela cooperação com líderes globais durante a pandemia de coronavírus.

Kim Yo-jong, por meio de nota divulgada pela agência de notícias KCNA, afirmou que a carta “é uma ação apropriada por parte do presidente dos Estados Unidos, em seus esforços para manter as boas relações que ele tinha com nosso líder“.

“Nela, Trump explicou seu plano para incrementar as relações entre os dois países e expressou sua intenção de cooperar no combate à epidemia” do novo coronavírus e “sua disposição de manter contato próximo com o líder no futuro“, acrescentou a irmã de Kim Jong-un, ressaltando ainda que seu irmão agradeceu pela correspondência.

A informação é de Poder 360

Tags: Tags: