Fale Conosco

Em caminhada realizada na tarde deste sábado (17), na Vila Cabral de Santa Terezinha, a candidata a prefeita de Campina Grande, Ana Cláudia (Podemos-19) foi acolhida calorosamente pelos moradores.

Ana Cláudia estava acompanhada do seu candidato a vice prefeito, Sargento Wellington (Democratas), que tem raízes no bairro; do senador Veneziano Vital do Rêgo, e de alguns candidatos a vereador, como Dona Fátima e Corrinha Baixinha, que são da área. Mais uma vez a caminhada seguiu os protocolos de segurança em prevenção à Covid-19.

Mesmo diante das restrições impostas pela pandemia, Ana Cláudia, o senador Veneziano e o sargento Wellington receberam inúmeros abraços. Ana entrou em muitas casas e ouviu pedidos para ela cuidar bem das pessoas e melhorar a cidade.

Os gestos de carinho e adesão à candidatura de Ana se multiplicaram ao longo de todo o trajeto. Ana, o sargento Wellington, o senador Veneziano e demais, percorreram diversas ruas como a José Bernardino, Joaquim Azevedo, São José, São Luiz e Abdísio Militão.  
Durante a caminhada, muitas pessoas lembraram o legado deixado por Veneziano, e pediram a Ana para reativar a Integração. A candidata a prefeita garantiu que, a partir de 1º de janeiro de 2021, uma de suas primeiras medidas será reabrir o terminal, garantindo aos campinenses usarem dois ônibus pagando apenas uma passagem.

Nova Creche – Um dos sonhos antigos da comunidade de Vila Cabral é construção da creche, compromisso que foi assumido por Ana junto aos moradores.

Um dos momentos marcantes da caminhada  aconteceu na rua São Luiz, onde mora dona Luzinete da Silva, a avó do candidato a prefeito, o sargento sargento Wellington . A casa estava devidamente preparada para acolher Ana, Veneziano e o sargento Wellington. As casas vizinhas também estavam enfeitadas com as cores e o número 19 de Ana estampado nas portas e nas paredes. Dona Luzia recebeu com festa Ana e com orgulho falou da alegria de ter o seu neto como candidato a vice prefeito de Campina Grande.

Saúde de Qualidade – A comunidade que pede também reclama. Ao longo da caminhada, Ana Cláudia ouviu muitas  queixas da população sobre a situação em que se encontra o posto médico do bairro, funcionando de forma precária, com falta de medicamentos e sem condições dignas para os profissionais de saúde. Também houve reclamação do cemitério do bairro que no começo da pandemia chegou a faltar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), situação que só contornada após uma moradora do bairro entrar com uma ação no Ministério Público. A prefeitura foi então obrigada a fornecer os EPIs.
 
Após mais de duas horas, a caminhada foi encerrada na pracinha da cidade, onde o ex-prefeito Veneziano implantou uma academia popular que até hoje serve à população.