Fale Conosco

Ao mesmo tempo em que a polêmica sobre a “indústria da multa” reúne opiniões divergente em João Pessoa, o senador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB) é relapso com os crimes de trânsito e deixa motorista estacionar em local proibido.

O flagra veio direto de Brasília, o carro oficial que fica à disposição de  Cássio foi clicado envolvido em uma infração de trânsito. O Renault Fluence, com placa oficial 0021, estava parado em frente ao hotel Kubitschek Plaza, onde mora o parlamentar, debaixo de uma placa de proibido parar e estacionar. Uma infração como essa é grave, gera multa de R$ 127,69 e a perda de cinco pontos na habilitação. O flagrante parou no Facebook e, em seguida, acabou publicado em vários blogues e sites de notícia.

A assessoria de Cássio Cunha informou que o senador não estava no veículo no momento da infração e pediu providências por parte da Coordenação de Transportes do Senado, responsável por designar os motoristas para cada parlamentar.

O caso de Cássio é um exemplo claro de que a Lei, para nosso senador, deve ser aplicada para uns, mas relevada quando os crimes são cometidos por agentes políticos.

Enquanto o “protegido” de Cássio, Luciano Agra, tenta “moralizar” (usando palavras dele) o trânsito de João Pessoa, Cássio dá o exemplo que não deve ser seguido em Brasília.

Vale lembrar que Cássio é autor de uma Proposta de Emenda Constitucional que propõe o fim do foro privilegiado para senadores e deputados que cometerem crimes comuns.

A emenda de Cássio visa privilegiar os políticos ficha-suja, pois ao serem julgados em Cortes de primeira instância, os parlamentares se livram da cassação e da inelegibilidade.

Será que Cássio vai propor mais alguma mudança na Constituição que o defenda de responder a todos os crimes que comete?

A infração de trânsito de Cássio e demais parlamentares podem ser conferidas no site:

correiodesantamaria.com.br